segunda-feira, 10 de agosto de 2015


FOI À CINQUENTA ANOS
 
 
Foi à cinquenta anos (9 de Agosto de 1965) que morreram em combate os nossos camaradas furriel Carneiro (ANTÓNIO MARQUES CARNEIRO) e o soldado Algarve (AMÍLCAR GONÇALVES DA COSTA RAMOS), naquela maldita emboscada na região de COLOMA.
Os seus restos mortais repousam no cemitério de Vila Cabral, neste talhão recuperado pela Liga dos Combatentes onde estão todos os militares portuguese enterrados naquele cemitério.

 

 
Recordemo-los pois recordando-os honraremos a sua memória. 
Porto 9 de Agosto de 2015
TC Faria Barbosa
2º Sarg. da 637

 
 

sábado, 13 de junho de 2015

 
MOÇAMBIQUE 14 DE JUNHO DE 1965

 
LISBOA 14 DE JUNH0 DE 2O15
 
Faz hoje 50 (cinquenta) anos que foi morto o nosso camarada Soldado nº 3448/63 JOSÉ ARAÚJO SENDÃO. Foi o nosso primeiro morto em combate, de uma série de quatro que lá deixamos. Recordê-mo-lo e meditemos um pouco em sua memória.
Estive recentemente em Lisboa e não deixei de visitar o Memorial aos Militares mortos no ex-Ultramar, ponto de passagem obrigatória sempre que lá vou, e mais uma vez pesquisei a dedo os nomes dos militares da Cart.637. Aqui destaco o Sendão. Que a Pátria os contemple.
 
TC Faria Barbosa
2º Sarg. da Cart.637
 


sexta-feira, 24 de abril de 2015


ENCONTRO CONVÍVIO DE 2015

 
Mais um ano passou e novamente nos reunimos em convívio do Batalhão de Artilharia nº 639, no dia 18 de abril de 2015.
Concentramo-nos no Quartel da Serra do Pilar onde já não está aquartelada uma Unidade de Artilharia mas onde se mantêm o monumento aos mortos na Guerra do Ultramar, o parque com as placas evocativas das visitas das várias unidades combatentes e os respetivos guiões das mesmas unidades.
O convívio iniciou-se com uma missa na Igreja do Mosteiro da Serra do Pilar, seguindo-se, dentro do Quartel, as cerimónias de homenagem aos nossos mortos onde, em alocução proferida pelo Ten. Cor. Faria Barbosa (ex 2º Sarg. da 637).  foram recordados não só os que morreram em combate mas também todos aqueles que já nos deixaram entretanto.
 
 
 Uma força militar do Quartel da Serra do pilar prestou as honras regulamentares
 
 
 e por familiares de ex. militares falecidos foi colocada uma coroa de flores junto do monumento.
 
 
Seguiu-se almoço convívio no restaurante Boucinha onde passamos uma agradável tarde em amena cavaqueira, recordando tempos de Moçambique.
Para o ano haverá mais.
 
 
Faria Barbosa
(TC) 2º Sarg. da 637